Edifício reduz consumo de energia em até 95% na China

Edifício residencial inaugurado na cidade de Changxing, norte da China, é capaz de reduzir os gastos de energia elétrica em até 95% se comparado a outros edifícios do mesmo porte.

Especializado em projetos ecoeficientes, o escritório alemão Peter Ruge Architekten acaba de inaugurar um edifício residencial com 46 apartamentos na cidade de Changxing, norte da China. O novo prédio recebeu a certificação Passive House, um dos selos verdes mais rigorosos do mundo, concedido pelo instituto homônimo.


Ao longo de um ano, a edificação é capaz de reduzir os gastos de energia elétrica em até 95% se comparado a outros edifícios do mesmo porte, mesmo no clima quente e úmido da região do delta do rio Yangtze.


Janelas em recuo e brises coloridos de terracota criam o padrão visual da torre – marcada também pela predominância de linhas retas – ao mesmo tempo em que otimizam o mecanismo de sombreamento. As paredes e coberturas são revestidas por espumas de poliuretano e painéis térmicos de Neopor.


O programa-piloto previu a implementação de um sistema de ventilação natural cruzada a fim de complementar e garantir o conforto térmico dos moradores. Incorporado pela empresa chinesa Shanghai Landsea, o edifício faz parte de um plano para “testar, melhorar e implementar práticas ecoeficientes na China”.


Fonte:

Arcoweb

Search By Tags
Arquivo
Follow Us
  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Pinterest Clean Grey
  • YouTube Clean Grey
  • Vimeo Clean Grey
  • Facebook Clean Grey
  • Grey Instagram Ícone
  • YouTube Clean Grey